NEWSLETTER 15.04.2019: Além do recorte da realidade

Este é um arquivo com o texto principal da newsletter. Se quiser acompanhar o conteúdo completo todas as segundas-feiras, clique aqui.


Jonathan Holdorf. 2016.

Jonathan Holdorf. 2016.

Eu consigo ver o menino correndo entre as toalhas e sentindo o cheiro do amaciante dançando pelo seu nariz. Ele sorri. Seu rosto está suado pelo esforço brincar o dia inteiro pelos campos do interior. Ele nunca foi tão feliz.

Eu consigo ouvir as galinhas e o seu coral desafinado gritando por todos os lados, dando pulinhos e batendo as asas. Elas também estão felizes — pelo menos até o menino aparecer para pegar os seus preciosos ovos.

Eles não são inimigos, o garoto e as galinhas. Na maior parte do tempo convivem muito bem, porém há uma espécie de rivalidade ali.

— Vocês que começaram — o garoto discute com as galinhas quando vai pegar a bola de futebol que caiu no condomínio delas.

Elas o ignoram.

Ele as ignora.

O menino continua correndo, machuca os joelhos e levanta novamente. À noitinha ele senta em uma pedra e fica observando a paisagem, sentindo o vento no rosto, ouvindo os animais encerrando os seus expedientes.

Ele escuta a sua mãe o chamar para tomar banho e jantar.

Ele vai para casa ansioso pelo novo nascer do sol.


A fotografia é tão especial em nos fazer observar janelas de um mundo que não precisa de contexto. Dias atrás ouvi a um episódio do podcast Dear Hank and John no qual o Hank Green fala sobre poemas e como ele não consegue se conectar com a mensagem do texto pois ele não sabe como foi a vida do autor. Você pode olhar por esse lado, mas é tão mais interessante não ter todas as informações jogadas na nossa frente.

E eu acho que a fotografia faz isso tão bem. Ela permite que as pessoas imaginem o que quiserem imaginar, que criem histórias, que divaguem sobre aquela realidade.

A foto que ilustra esta newsletter, por exemplo, você nunca saberá quando foi feita ou em quais circunstâncias. O texto inicial também pode ser real ou apenas fruto da minha imaginação. Eu permito que você não saiba e tente descobrir por conta própria.

O John Green fez uma ótima análise neste vídeo sobre a fotografia de três rapazes. O que eles estavam fazendo? Para onde estavam indo? O que estavam pensando? Como foram as suas vidas? Sem uma pesquisa aprofundada não podemos saber, mas mesmo assim nos questionamos e tentamos entender o que esse recorte da realidade quer nos dizer.

É realmente algo lindo.