20150721

2015

 

Eu já havia passado por aquela estrada muitas vezes durante a minha vida. Desde criança, sentindo o carro tremendo nos meus pés pela passagem de pedras imperfeitas. Aquele cenário era normal para mim. Meus olhos estavam acostumados, não notava mais nada. Nada era novo. Nada empolgava.

Mas uma noite foi mágica, assustadora e transformou tudo em uma pintura de luzes artificiais misturadas com as luzes naturais. O colorido tornou-se preto e branco, o céu abriu suas cortinas e mostrou um território que nunca antes eu havia notado. A olho nu, em um terreno no fim do mundo. De tirar o fôlego. De fazer o coração palpitar. Um sentimento novo em um milésimo de segundo, que agora já não existe mais; de estrelas que morreram, de crianças que nasceram. Aquele instante nunca mais será. Ele é único e eterno.

As cortinas se fecham. A memória é criada. Agora tenho um pedaço do universo comigo.

 

40 x 60 cm

40 x 60 cm

40 x 60 cm